Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

7 de ago de 2013

Cidade inglesa oferece alimentação gratuita por meio de hortas urbanas


Com 17 mil habitantes, a pequena cidade inglesa de Todmorden colocou em prática um grandeprojeto de alimentação acessível e saudável. Trata-se de um sistema em que a população pode se alimentar gratuitamente por meio de hortas urbanas.

São mais de quarenta hortas espalhadas nos espaços públicos do município. Qualquer morador pode abastecer sua dispensa, e ele também é incentivado a cultivar as hortaliças. As crianças já aprendem sobre a ação na fase escolar.


O projeto, fundado há cinco anos por Maria Clara e Pam Warhurst, foi batizado de “The Incredible Edible Todmorden” (A Incrível Todmorden Comestível, em tradução livre). O trabalho gira em torno de três pontos essenciais: trabalho em conjunto, aprendizagem e apoio às empresas locais.

Toda área livre na cidade é usada para a plantação, isso porque a população acreditou na ideia e se envolveu, até mesmo policiais e bombeiros aderiram ao projeto. Além de frutas e verduras, as pessoas são incentivadas a criarem galinhas e plantarem ervas.

As plantações são cuidadas por voluntários, que se reúnem mensalmente para discutir o andamento do projeto. O grupo também ensina receitas à base de ervas. “Incredible Edible é parte de um movimento para mudar. É apenas uma parte. Mas é a nossa parte e eu estou contente em começar com isso”, afirma Pam, uma das fundadoras do projeto.


Fonte: CicloVivo