Pular para o conteúdo principal

Central de transporte na Califórnia ganha parque em sua cobertura


O antigo terminal de São Francisco, na Califórnia, está passando por uma reforma radical. O projeto da nova Transbay Transit Center transformará a estação mais movimentada da cidade, construída no início do século 20, em um espaço sustentável e multifuncional para toda a população.

O projeto foi desenvolvido pelos arquitetos da Pelli Clarke Pelli e fará modificações não só na parte arquitetônica, mas também na engenharia, no urbanismo e na própria rotina local. “O Transbay Transit Center será o centro de um novo bairro, um local de atividades que alimentará a vida na rua de uma forma complexa”, dizem os criadores do projeto.


A central de transporte irá abranger cinco quarteirões da cidade, abrigando uma variedade de programas que atraiam tipos diferentes de usuários ao local.

O projeto ainda prevê um parque em sua cobertura com cerca de 22 mil metros quadrados, e irá incluir espaços verdes, com diversas plantas nativas da área da baía, um anfiteatro para mil pessoas, um café, um parque infantil, e um centro de arte cultural e educacional, bem como uma variedade de caminhos para bicicletas e pedestres. “O City Park será acessível e gratuito, com atrações e atividades completas que caracterizem um espaço urbano verde. Ele ainda será um espaço educacional de São Francisco, exibindo diversas atividades ecológicas”, afirmam.

A estrutura da fachada será inspirada no formato das árvores, com “troncos” de aço que se juntarão nas pontas formando pétalas próximas à cobertura. Os corredores do centro de transportes abaixo serão iluminados por luz natural, através de claraboias situadas dentro do parque.


O projeto deve receber a certificação LEED Ouro, em parte porque ele vai ajudar a reduzir as emissões de CO2, pois o edifício será alimentado por turbinas eólicas, terá um equipamento capaz de resfriar o ambiente interno com o ar captado do lado de fora, utilizará a energia geotérmica para regular a temperatura e ainda reciclará a água utilizada no local.

A previsão é de que o terminal, avaliado em US$4 bilhões, fique pronto até 2017.

Confira o vídeo do projeto:


Fonte: Ciclo Vivo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios