Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

2 de nov de 2015

Sustentabilidade na construção civil reduz impacto ambiental

A evolução da consciência ecológica trouxe para o nosso dia a dia o conceito de sustentabilidade e lançou um novo olhar para a forma como impactamos o meio ambiente ao construirmos nossas casas e edifícios. A preocupação com a preservação das condições de vida do planeta e das futuras gerações é bem ampla e não poderia deixar de fora a construção civil.
foto_001.gif

A construção sustentável é um produto da moderna sociedade tecnológica e visa causar o menor impacto tanto na construção como na manutenção dos empreendimentos utilizando-se de recursos naturais locais de forma integrada ao meio ambiente em que está inserida , buscando soluções para problemas criados por ela própria, como os resíduos de descarte de entulho, promovendo a saúde, o conforto e a integração com seus habitantes.

Ao iniciar uma construção, antes de mais nada, é preciso considerar o melhor aproveitamento da topografia natural do terreno e dos recursos naturais como a luz solar. Que evitará o uso excessivo de iluminação artificial.

A escolha dos materiais deve estar orientada para a preservação e recuperação do meio ambiente sendo inadequados o uso de produtos como PVC e alumínio entre outros. Mas os resíduos sólidos das indústrias, são bem vindos como substitutos da areia e brita. 

Agora se você pensa que os custos tornam inviáveis este tipo de projeto, saiba que eles são semelhantes aos de uma construção convencional, porém favorecidos por materiais mais baratos e eficazes o que, a longo prazo, ajudará a reduzir os gastos com manutenção.

Ok , mas se você não pretende construir, então, não precisa se preocupar, certo? Nada disso. É preciso que cada um faça a sua parte, mesmo que pareça pouco. Atitudes como reciclar o lixo, utilizar produtos inteligentes para reduzir o consumo deágua, aquecimento a gás nos chuveiros ou uso de energiasolar, uso de tintas a base de água, captação e reúso da água da chuva, uso de medidores individuais e de lâmpadas de baixo consumo, assim como uso de madeira certificada ou de origem legal e paisagismo funcional que ajuda na manutenção do equilíbrio da temperatura e umidade do ambiente são algumas das soluções que podemos adotar, levando-se em conta, é claro, o lugar onde vivemos. Porém se construir não é o caso, aproveite a hora de reformar para ver se algumas melhorias, dentro do conceito de sustentabilidade, são possíveis.

Agora se você não vai nem construir e nem reformar procure dar uma olhada em volta e ver se há algo que você possa fazer nesta direção. Nem que seja questionar o síndico do prédio, caso more em um condomínio. Tenha em mente que a sustentabilidade na construção civil é de vital importância não só para o planeta como para a manutenção da nossa saúde, bem estar e conforto.