Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

26 de set de 2013

Designer cria casa de papelão para abrigar pessoas sem-teto

A criação se chama Cardborigami
Fotos: Divulgação

Enquanto as instituições públicas não acham uma solução global para combater o problema dos moradores em situação de rua, a designer norte-americana Tina Hovsepian criou o Cardborigami - um abrigo feito de papelão, em formato de origami, que serve como "casa" temporária para pessoas sem-teto. O projeto está instalado em Los Angeles, na Califórnia (EUA).

"Nossa visão é a de preencher a lacuna entre o design e a humanidade por meio da sensibilização para a questão dos sem-teto, a colaboração inspiradora, e direcionando recursos adicionais para aliviar a causa da falta de moradia", afirma Tina, em seu site.


Segundo a designer, a ideia não é que as pessoas vivam nesses abrigos, mas que eles possam servir, temporariamente, para suprir as necessidades das pessoas em situação de rua. A segunda parte do projeto é o Cardborigami Outreach Center, onde os sem-teto aprenderão a usar o abrigo e terão toda a ajuda necessária pra encontrar uma casa definitiva, noticiou o site Hypeness.


O nome Cardborigami é uma mistura do inglês cardboard (papelão) com origami, e explica em que consiste o abrigo. Ele foi projetado em duas versões diferentes: a 1.0, pensada mais pra catástrofes naturais, e a 2.0, mais portátil, desenvolvida para abrigar um sem-teto. É nessa segunda que Tina tem concentrado seus esforços. O protótipo pesa cerca de 5 Kg e inclui um retardador de fogo e um revestimento resistente à água, protegendo assim o seu interior.
Fonte: EcoD