Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@gmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

22 de nov. de 2012

Franceses projetam fazenda vertical com espaço cultural e educacional



A estrutura acumula múltiplas funções, como elementos de arte, música e educação, aliados a áreas destinadas à saúde, alimentação e integração social. | Imagem:Divulgação
 
O Ferme Darwin é um projeto grandioso de construção, que mescla elementos culturais com uma fazenda vertical. Os escritórios franceses de arquitetura SOA e holdUP são os responsáveis pela ideia sustentável a ser construída no centro de Bordeaux, na França.

A estrutura acumula múltiplas funções, como elementos de arte, música e educação, aliados a áreas destinadas à saúde, alimentação e integração social. Este é um projeto piloto que tem como um de seus objetivos utilizar elementos lúdicos para promover a conscientização ambiental.

Por ocasião de alguma apresentação musical, por exemplo, os visitantes acabam tendo acesso às informações sobre agricultura e cadeia alimentar. No piso térreo estão espalhadas as estruturas diversas, salas, palco, restaurantes, entre outros, enquanto a fazenda se espalha pelos andares superiores.

As paredes de vidro permitem que as pessoas que passam pelas ruas visualizem a estrutura interna e ainda facilitam o aproveitamento da luminosidade natural, essencial para o cultivo e também para a eficiência energética.

As estruturas em que as plantas são cultivadas estão a seis metros do chão e os arquitetos utilizaram um sistema tradicional, que permite o crescimento de qualquer tipo de alimento. Além disso, a colheita é biológica e otimizada para que, através da combinação de espécies, haja produção durante todo o ano.

O uso de água no cultivo é controlado e os arquitetos também investiram em sistemas de produção de energia solar, para que o Ferme Darwin fosse o mais sustentável possível. O espaço leva cultura, lazer, educação e ainda oferece novas oportunidades de empregos à comunidade local. Com informações do ArchDaily.

Via: CicloVivo

Nenhum comentário:

Postar um comentário