Pular para o conteúdo principal

Estrutura geodésica de madeira de demolição revitaliza aldeia rural


A vila de Loutuowan, na cidade chinesa de Longquanguan, durante centenas de anos foi isolada por montanhas que a circundam. Com isso, houve um atraso no desenvolvimento econômico da aldeia e muitas famílias optaram por abandonar suas casas, muitas delas viraram ruínas.


Nos últimos anos, no entanto, o governo local alocou recursos financeiros e materiais para renovar e reconstruir as casas na aldeia e ajudá-la a se livrar da pobreza. Depois de esforços incessantes, a qualidade da vida dos moradores foi melhorando gradualmente.
Sobras de madeira de demolição
    

Durante a reforma, os moradores podiam optar por um telhado tradicional de madeira ou um telhado feito de concreto moldado no próprio local. A última solução foi a preferida pois era mais fácil de implementar e a maioria dos residentes eram idosos. Com isso, as vigas de madeira desmontadas das estruturas dos telhados foram deixadas sem uso no local.

O projeto de revitalização da aldeia já previa um pergolado para descanso e sombra. Porém, no projeto original, seria necessário levar até o vilarejo grandes estruturas de ferro e madeira que precisariam ser comprados, transportados e exigiam até mesmo guindastes. Foi então que a equipe de arquitetos da LUO Studio teve a ideia de elaborar uma solução mais simples e mais conveniente para criar o pergolado: fazer uma estrutura geodésica utilizando a madeira de demolição.

Com o sistema geodésico, é possível construir estruturas sólidas e grandes, utilizando o mínimo de material. A estrutura apresenta grades que melhoram seu desempenho para suportar diferentes forças da natureza, garantindo assim maior segurança por um longo período de uso.

As peças de madeira de demolição então foram separadas para que a maior quantidade de resíduos pudessem ser reutilizados e também para que as obras pudessem ser realizadas pelos próprios moradores. As vigas de madeira das antigas casas possuíam diferentes tamanhos, no entanto, nenhuma delas foi cortada.

Em vez disso, os arquitetos engenhosamente organizaram a posição de cada uma delas, criando uma estrutura de pérgula flexível em harmonia com o ambiente montanhoso ao seu redor. Com esse esquema de construção, o escritório economizou custos e ainda melhorou a eficiência.

Fonte: Ciclo Vivo

Comentários

  1. Interessante demais o projeto. Gostaria de saber mais a respeito. Estou em fase de tcc em arquitetura e urbanismo e gostei do projeto.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios