Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@gmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

16 de jul. de 2020

Smart Buildings – Edifícios interligados com um futuro

Os modernos edifícios devem ser seguros e cômodos, assim como devem consumir o mínimo de energia possível. Estes requisitos podem ser satisfeitos com a automação e a interligação inteligente do equipamento técnico. A interligação do edifício é o maior mercado em crescimento na indústria da construção.

Os edifícios ficam mais seguros, cômodos e energeticamente eficientes

O que torna um edifício "inteligente"? Não basta introduzir nele um conjunto de sistemas eletrônicos "inteligentes" para uma operação técnica. Um edifício só se torna realmente inteligente quando todos os componentes funcionarem juntos de forma coordenada – entre todos os fabricantes, operado centralmente e facilmente. Aliás, isto aplica-se a todas as instalações: iluminação, aquecimento, ar condicionado, sombreamento, tecnologia de ventilação e segurança, bem como a tecnologia de portas e de janelas.

Graças à sua tecnologia de edifícios automatizada e interligada, os edifícios inteligentes adaptam-se dinamicamente tanto ao ambiente como ao comportamento do utilizador. Isso torna-os mais seguros, mais confortáveis e energeticamente mais eficientes.

Comunicação através de redes

Os sistemas técnicos interagem através da comunicação de rede eletrônica. O programa para empresas relativamente ao equipamento técnico do edifício e à automação de edifícios dota os clientes de sistemas de proprietário (do próprio fabricante) e de sistemas abertos. Os sistemas abertos (p. ex., BACnet, KNX, LON, SMI, DALI) são suportados por muitos fabricantes: os seus componentes são, pois, "interoperáveis" e podem comunicar entre si num sistema.

O que é "Smart Building"?

Smart Building descreve a automação e a operação central do equipamento técnico de edifícios funcionais, tais como edifícios inteligentes, aeroportos, centros comerciais ou pavilhões de produção. Os temas principais são a segurança do edifício – p. ex., através da tecnologia de detecção de incêndio ou do planeamento dinâmico dos caminhos de saída de emergência – assim como a otimização energética da operação do edifício, que poupa muitos custos operacionais.

A indústria elétrica fornece os Smart Buildings com inúmeras soluções e produtos inovadores que já foram testados e são comuns nos edifícios novos. O setor da eficiência energética em especial já alcançou um enorme sucesso: o consumo de energia num escritório pode agora ser reduzido até 30% através da automação. (Fonte: ZVEI, Zentralverband Elektrotechnik- und Elektronikindustrie e.V., Frankfurt, 2018)

As portas e as janelas também desempenham o seu papel
Ventilação inteligente: motores de janelas GEZE, integrados 
num sistema de edifício KNX

As portas e as janelas são agora também multifuncionais, inteligentes e interligadas. Porque têm de cumprir muitas funções diferentes: garantir a acessibilidade, fornecer ventilação natural e manter os ladrões afastados. Além disso, no caso de um incêndio ou numa situação de pânico, estas têm de abrir caminhos de saídas de emergência, enquanto têm de permitir o acesso controlado, garantir a extração de fumo e calor e a proteção contra incêndios.

A GEZE disponibiliza módulos de interface KNX e BACnet, bem como um sistema de automação do edifício para a integração dos produtos GEZE nas soluções interligadas. Este permite que os produtos automatizados da GEZE das áreas da tecnologia de portas, janelas e segurança sejam monitorizados com precisão e operados com confiança. Isto possibilita a integração de toda a "inteligência" dos produtos na rede do edifício: por exemplo, definindo a amplitude de abertura de uma porta ou abrindo e fechando uma janela em função da temperatura exterior juntamente com sensores de temperatura e sistemas de aquecimento.

GEZE IQ box KNX – O especialista da ventilação natural

O módulo de interface GEZE IQ box KNX é particularmente adequado à implementação de soluções flexíveis para a ventilação natural em edifícios mais pequenos. O IQ box KNX permite a integração direta dos motores de janela das série GEZE IQ windowdrive nos sistemas de edifícios KNX. Isto facilita o diálogo com os outros componentes compatíveis com KNX, tais como botões de pressão e sensores. O IQ box KNX é fácil de instalar, pode ser flexivelmente adaptado ao edifício e pode ser combinado com todo o mundo de produtos KNX.

Em escolas, por exemplo, a automação de edifícios com o GEZE IQ box KNX garante uma melhor qualidade do ar e eficiência energética através da ventilação automática controlada. Caso o ar se deteriore durante as aulas, as janelas abrem automaticamente (e voltam a fechar). O arrefecimento noturno no verão garante que as salas estejam frescas de manhã. Um sensor mede a temperatura interior e exterior e abre as janelas à noite quando a temperatura exterior é mais baixa e fecha-as de novo automaticamente quando atingir a temperatura.
GEZE IQ box KNX características do produto
abre janelas para a posição que desejar (em %)
relatório de estado eficaz de qualquer janela automatizada (janela aberta/fechada/% de abertura ou estado do automatismo como, p. ex., mau funcionamento)
as funções de ventilação integradas transformam o IQ box KNX num pequeno centro de ventilação (ventilação temporizada, ventilação por fenda, fecho e bloqueio automático em caso de alarme de chuva ou vento, com ar condicionado ativado)
diálogo com outros componentes compatíveis com KNX, tais como botões de pressão e sensores.

O KNX foi desenvolvido pelo "European Installation Bus" (EIB) pela indústria da instalação elétrica nos inícios de 1990. É um sistema de bus aberto e descentralizado para o comando de edifícios. Todos os dispositivos utilizam o mesmo método de transmissão e trocam dados através de uma linha de bus comum. O KNX está atribuído ao campo e nível da automação e também proporciona funções básicas ao nível de gestão. Mais de 400 fabricantes em todo o mundo oferecem produtos KNX para a construção funcional e privada. A interoperabilidade é garantida por teste de terceiros obrigatório. Tudo é possível – desde uma pequena solução de ventilação para uma sala até soluções de edifícios com até 50 000 KNX dispositivos.

GEZE BACnet módulo de interface IO 420

Com o módulo de interface GEZE IO 420, a GEZE interliga nos edifícios produtos das áreas dos sistemas de porta, proteção da saída de emergência, tecnologia de janelas e extração de fumo e calor, bem como a tecnologia de segurança. O módulo inteligente é adequado para uma integração simples e padronizada nas soluções de interligação com BACnet. IO 420 permite a visualização e o comando central de todos os sistemas automáticos de porta através do sistema de gestão de edifícios.

Soluções BACnet para sistemas de portas multifuncionais: durante o dia, uma porta automática sem barreiras – durante a noite, uma saída de emergência segura. A central de porta TZ 320 controla e monitoriza produtos automáticos, tais como o automatismo para porta giratória Powerturn e permite a integração no sistema de gestão do edifício através do módulo de interface IO 420, possibilitando, assim, que o sistema seja controlado centralmente através da BACnet. Se necessário, pode ser rapidamente definido um modo de operação e a porta pode ser monitorizada remotamente – incluindo a receção de possíveis relatórios de falhas.
Características do produto GEZE módulo de interface IO 420

O novo módulo de interface GEZE IO 420 permite que os produtos GEZE nos campos dos sistemas de portas automáticas, da tecnologia de janelas e extração de fumo e calor e também da tecnologia de segurança sejam integrados nos edifícios através da norma de comunicação BACnet.



BACnet (Building Automation and Control Networks) é um protocolo superior para a automação de edifícios. É desenvolvido sob a tutela de ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air-Conditioning Engineers) para criar um protocolo de comunicação independente do fabricante para componentes e sistemas inteligentes na automação de edifícios. O protocolo foi documentado na ISO 16484 Parte 5 desde 2003.

A BACnet permite que dispositivos de vários fabricantes possam trocar informação entre si sem incorrer em quaisquer custos de licença para o hardware especial de transferência de dados. A BACnet é sobretudo utilizada para a automação em edifícios funcionais. Uma vez que a BACnet é sobretudo utilizada ao nível da gestão e da automação, este sistema não precisa da sua própria tecnologia de transmissão, baseando-se em tecnologias existentes. Aqui é normalmente utilizado o meio de transmissão Ethernet ou MS/TP.

Sistema de automação do edifício GEZE Cockpit

O GEZE Cockpit preenche a lacuna na automação de edifícios ao ser o primeiro sistema de automação do edifício para portas e janelas inteligentes e tecnologia de segurança. Pode ser utilizado como um sistema de automação do edifício independente (solução stand-alone) ou pode ser integrado numa tecnologia sobreposta do edifício. A troca de dados entre o GEZE Cockpit e a tecnologia do automatismo ou os sistemas de segurança é efetuada mediante o módulo de interface IO 420. O GEZE Cockpit permite a visualização, o comando e a monitorização abrangentes e apresenta (VISU) e monitoriza (VISU+) todos os eventos e atividades.
Ideal para centros comerciais: redes inteligentes 
com GEZE Cockpit © Robert Les / GEZE GmbH

Quer esteja a utilizar um PC, tablet ou smartphone: as aplicações para o GEZE Cockpit estão baseadas em browser e, por isso, podem ser operadas em qualquer terminal compatível com IP. Por exemplo, todas as portas e janelas conectadas são apresentadas aqui na sua localização exata.

Além disso, o modo de operação atual e a funcionalidade das portas e janelas podem ser apresentados numa interface gráfica do utilizador e podem ser alteradas com o toque num botão. Os chamados "cenários" permitem a operação simultânea de vários produtos – também com o toque num botão ou temporizado. São também possíveis funções de monitorização individuais, tais como, p. ex., a avaliação da frequência de acesso e os alarmes com um relatório de e-mail.

Os gestores dos edifícios podem controlar portas e janelas sem uma inspeção visual, obter informação a partir de qualquer local sobre as mudanças no modo e relatórios de alarmes ou falhas de portas ou janelas individuais e responder imediatamente. Por exemplo, se for ativado um botão de pressão de emergência ou uma saída de emergência numa loja de revenda, se for aberta uma porta numa casa de repouso durante a noite sem autorização ou se uma porta num edifício público não tiver ficado fechada à noite depois da saída do pessoal.











Fonte: Geze

Nenhum comentário:

Postar um comentário