Pular para o conteúdo principal

Telhado verde com cisterna possibilita drenagem e reuso de água


O excesso de áreas pavimentadas, prédios e residências em áreas de baixa altitude e o acúmulo de resíduos sólidos contribuem para um cenário de enchentes e alagamentos nas cidades. Uma solução possível é amortecer e manter parte da água da chuva em cisternas.
Estas cisternas podem ser construídas nas coberturas de casas, embaixo de telhados verdes – outra solução da arquitetura para problemas ambientais como ilhas de calor, por exemplo. É esta combinação entre cisternas e telhados verdes que propõe o Sistema Azul e Verde da Ecotelhado, empresa especialista em infraestrutura verde e design biofílico.
No sistema convencional, a água da chuva escoa sobre telhas e passa pelas ruas e calçadas carregando impurezas.  Com a laje cisterna, ela é recolhida e utilizada para irrigação do próprio telhado verde e outros fins não potáveis, como descargas de sanitários e jardinagem.
Segundo o engenheiro agrônomo João Manuel Feijó, o sistema cumpre duas funções ao mesmo tempo: promove a drenagem urbana com o amortecimento da água da chuva e age como um purificador do ar. A estrutura retém partículas de impurezas que ficam sob as coberturas e realiza a troca do CO2 por oxigênio. Isso traz melhorias na qualidade do ar e, consequentemente, proporciona bem-estar às pessoas.
Outro ponto importante é usar o sistema para diminuir a temperatura interna do ambiente e garantir a eficiência enérgica, reduzindo uso de ar condicionado e gastos com energia.
“Telhados verdes, jardins verticais, horta urbana contribuem para o aumento de áreas verdes na cidade, diminuem a incidência de doenças respiratórias, estresse e depressão”, ressalta Feijó.

Como funciona

A água é retida através de uma estrutura colocada abaixo da vegetação do teto verde, formando uma bacia superior sobre a laje. Assim, o excesso de chuva infiltra para a bacia de amortecimento e, lentamente, a água passa pelo tubo inferior de menor diâmetro. Além disso, quando a intensidade da chuva aumenta, a água passa a escoar também pelo tubo superior.
“Vamos captar água, prolongar o tempo de escoamento para as ruas e podemos evitar enchentes. Com o sistema, é possível minimizar as ilhas de calor e problemas causados pela poluição”, acrescenta o engenheiro agrônomo.
Fonte: Ciclo Vivo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios