Pular para o conteúdo principal

Aprenda a fazer uma Composteira caseira reutilizando baldes


A composteira do exemplo foi feita com baldes de margarina, porém podem ser feitas com qualquer tipo de balde. O minhocário econômico e funcional tem custo total de cerca de R$ 60,00.


A composteira caseira é formada por três baldes de plásticos empilhadas. | Foto: Arquivo pessoal/Cleber Almeida

Ter uma composteira caseira é um ótimo jeito de reduzir a quantidade de lixo que iria para os aterros e também uma forma de mudar a relação das pessoas com o lixo que elas geram.

A composteira doméstica decompõe os alimentos por meio da ação de micro-organismos e, com a ajuda de minhocas, transformam os restos de frutas, legumes e verduras em um rico adubo, tanto líquido, como sólido.

Para você que quer ter a sua própria composteira, o CicloVivo separou um passo a passo feito por Cleber Almeida. Esta técnica reutiliza baldes de 15kg de margarina ou manteiga (também chamadas de bombonas). Esses baldes são geralmente comprados por restaurantes e padarias em mercados de atacado, e muito deles acabam doando ou vendendo por um preço baixo. Foi o que aconteceu com Almeida, que foi até a padaria e comprou os seus por R$ 5,00 cada.


Foto: Arquivo pessoal / Cleber Almeida

O policial, nascido no Paraná, começou a fazer compostagem e a cultivar uma horta para aliviar o estresse do seu trabalho, também encomendou minhocas californianas, a espécie ideal para fazer compostagem. O custo das minhocas, com frete, foi de R$ 45,00. O minhocário econômico e funcional teve custo total de R$ 60,00.

A composteira caseira é formada por três baldes de plásticos empilhadas e interligadas por pequenos furos feitos ao fundo.

O primeiro passo para começar a trabalhar na composteira foi lavar os baldes para retirar os resíduos gordurosos da margarina, que são prejudiciais a todo o processo de compostagem.


Fotos: Arquivo pessoal / Cleber Almeida

Depois de limpos, faça diversos furos no fundo de dois dos baldes. Neste caso foi utilizada uma broca 6mm para aço, que não deixa rebarbas no plástico.


Fotos: Arquivo pessoal / Cleber Almeida

É preciso também fazer furos menores, com broca de 3mm ou inferior nas laterais superiores dos três baldes, para que o oxigênio penetre na caixa, e também em uma das tampas, a que ficará no topo da composteira.



O centro das outras duas tampas devem ser retirados para que as minhocas possam subir e descer livremente pela composteira. Você pode deixar apenas a borda deles para que o balde superior fique suspenso, como pode ser visto na foto abaixo.


Fotos: Arquivo pessoal / Cleber Almeida

Instale uma torneirinha no fundo do último balde, que servirá para escoamento e armazenamento do chorume, líquido formado durante o processo de decomposição do material orgânico.

Fotos: Arquivo pessoal / Cleber Almeida

A composteira pronta com três andares deve ficar assim. Caso produza mais resíduos orgânicos do que a composteira possa comportar, é possível aumentar mais andares ao sistema.


Fotos: Arquivo pessoal / Cleber Almeida

Cleber Almeida se inspirou no tutorial abaixo para fazer sua composteira:


Para saber mais detalhes de como funciona todo o processo da compostagem, confira o Manual de Compostagem Doméstica com Minhocas do grupo Composta São Paulo.

Caso queria aproveitar o húmus e o biofertilizante para começar uma horta orgânica em sua casa, clique aqui.

Por: Mayra Rosa Fonte: CicloVivo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

Política dos 5 R's e Consumo Consciente

A politica dos 5Rs, são as possíveis acções práticas que no dia a dia, podem reduzir o impacto no meio ambiente, através do estímulo ao consumo consciente. São elas: 1 - Repensar os hábitos de consumo Pense na real necessidade da compra daquele produto, antes de comprá-lo. Depois de consumi-lo, separe as embalagens, matéria orgânica e óleo de cozinha usado. Deite no lixo apenas o que não for reutilizável ou reciclável. Evite o desperdício de alimentos. Use produtos de limpeza biodegradáveis. Prefira embalagens de papel e papelão. Adquira produtos recicláveis ou produzidos com matéria-prima reciclada, durável e resistente. Utilize lâmpadas economizadoras e pilhas recarregáveis ou alcalinas. Mude seus hábitos de consumo. 2- Recusar produtos que prejudicam o meio ambiente e a saúde Compre apenas produtos que não agridem o meio ambiente e a saúde. Fique atento ao prazo de validade e escolha as fábricas e empresas que têm compromissos com a ecologia. Evite o excesso de sacos

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt