Pular para o conteúdo principal

Estufa flutuante dessaliniza a água e permite o plantio em alto mar


Tornar os sistemas de produção de alimentos mais sustentáveis é uma das grandes preocupações atuais. Ao mesmo tempo em que a população cresce, as áreas para plantio se tornam cada vez mais escassas. Mas, no que depender do projeto italiano Pnat, este problema está com os dias contados.

Inspirados nas formas de uma água-viva, os biólogos e arquitetos que atuam no grupo desenvolveram uma estufa flutuante, que é capaz de produzir alimentos utilizando até mesmo a água salgada do mar. Apelidada de Jellyfish Barge, a construção é feita com materiais simples e é ideal para áreas costeiras.


O sistema não conta com grandes tecnologias, mas atinge uma eficiência tão alta que o cultivo pode ser feito utilizando a própria água do mar. A construção possui uma base de madeira de 70 metros quadrados, que flutua sobre tambores plásticos reciclados.


Assim como as estufas tradicionais, a Jellyfish Barge também tem a sua cobertura feita em vidro, para permitir o crescimento de diferentes culturas. A produção descarta o uso de terra, usando apenas sistemas hidropônicos. Além de ser 70% mais eficiente e econômico do que a hidroponia tradicional, a estufa conta com sete unidades de dessalinização solar.


Através dessa tecnologia, a própria estufa é capaz de produzir 150 litros de água fresca e limpa por dia. O princípio por trás do sistema é a destilação solar, que permite a evaporação da água para a retirada do sal e de outros resíduos poluidores.


Fonte: CicloVivo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Política dos 5 R's e Consumo Consciente

A politica dos 5Rs, são as possíveis acções práticas que no dia a dia, podem reduzir o impacto no meio ambiente, através do estímulo ao consumo consciente. São elas: 1 - Repensar os hábitos de consumo Pense na real necessidade da compra daquele produto, antes de comprá-lo. Depois de consumi-lo, separe as embalagens, matéria orgânica e óleo de cozinha usado. Deite no lixo apenas o que não for reutilizável ou reciclável. Evite o desperdício de alimentos. Use produtos de limpeza biodegradáveis. Prefira embalagens de papel e papelão. Adquira produtos recicláveis ou produzidos com matéria-prima reciclada, durável e resistente. Utilize lâmpadas economizadoras e pilhas recarregáveis ou alcalinas. Mude seus hábitos de consumo. 2- Recusar produtos que prejudicam o meio ambiente e a saúde Compre apenas produtos que não agridem o meio ambiente e a saúde. Fique atento ao prazo de validade e escolha as fábricas e empresas que têm compromissos com a ecologia. Evite o excesso de sacos