Pular para o conteúdo principal

Casa sustentável em Brasília segue os conceitos da permacultura


Em tempos de falta d’água, a autossuficiência hídrica pode ser considerada uma conquista valiosa. Em busca dessa independência e de uma vida com maior integração com a natureza, há 17 anos o bioarquiteto Sérgio Pamplona vive em um sítio, localizado em Brasília, onde toda a água consumida é captada da chuva.

Outros conceitos da bioarquitetura, como o uso de materiais e iluminação naturais, também foram empregados no projeto do sítio Nós na Teia. O espaço ainda serve como um centro de pesquisas em sustentabilidade e oferece cursos regulares de práticas como permacultura e manejo de água.

O sítio conta com uma estrutura complexa de captação e reaproveitamento de água, mas segundo Pamplona, algumas das práticas para economizar podem ser adotadas também em residências comuns. Veja algumas delas:

- Santa chuva


Toda a água usada na casa e nas dependências do sítio é captada da chuva. Seis reservatórios no próprio sítio garantem um armazenamento 80 mil litros de água. Apenas nos meses de seca na região (inverno), a água de caminhão-pipa pode ser necessária para uma emergência. O próximo objetivo do bioarquiteto é se tornar 100% autossuficiente.

- Louças limpas sem água corrente


No intuito de poupar água, as louças sujas são lavadas sem água corrente. Os utensílios são lavados em três pias: uma para lavagem; outra para enxágue com água pura; e uma terceira para um segundo enxágue em uma solução com água, limão (para desengordurar) e água oxigenada (para desbacterizar).

- Sanitário seco


No sanitário seco (sanitário compostável) não é preciso dar descarga. As necessidades são cobertas com serragem e vão para dois reservatórios lacrados. Enquanto um dos reservatórios enche, o outro vai se transformando em um composto para adubagem. Detalhe: ao contrário do que se imagina, o banheiro não tem cheiro.

- Irrigação


A água captada da chuva irriga todo o terreno, incluindo pequenos lagos e plantações ao redor da casa. Mesmo a água usada no vaso sanitário da casa (usado em caso de emergência) é utilizada para alimentação de bananeiras. A água da lavanderia e da cozinha também é usada na irrigação de plantas.

A tentativa de criação de uma casa sustentável não fica apenas na questão da água. Sérgio também utiliza materiais reciclados para a construção da casa (como pneus na entrada e garrafas de vidro na parede, que proporcionam iluminação natural durante o dia) e tenta poupar energia elétrica com o design da moradia. O bioarquiteto dá cursos para quem deseja aprender mais sobre permacultura e sustentabilidade, confira aqui.

Por Edgard Matsuki e Gustavo Gomes, do Portal EBC.   Via: Ciclo Vivo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Casas Sustentáveis

Diversos modelos e ideias ou projetos de casas sustentáveis bem legais! Divirta-se e apreciem os modelos sem moderação! Captação de água e circulação de ar que mantém a temperatura agradável.  Ideias para aplicar em casas já construídas! Telhado verde! Tendência e obrigatoriedade em alguns países! Este modelo apresenta novas tecnologias! Lâmpadas com energia eólica! Captação de água e armazenamento. Fonte: Bioconservation

AQUECEDOR SOLAR DE ÁGUA FEITO COM TUBOS DE PVC

PROJETO EXPERIMENTAL solução barata para aquecer água para banho Nota:  Aquecedor Solar de Água com o coletor solar feito com tubos de PVC: Criação, pesquisa e desenvolvimento por Edison Urbano. Obs.: Esse projeto foi baseado na tecnologia do ASBC - Sigla que caracteriza o Aquecedor Solar de Baixo Custo, projeto originalmente elaborado pela equipe da ONG Sociedade do Sol que, para a confecção do seu coletor térmico solar, usa placas alveolares de PVC (normalmente usadas para construções de forros). ÍNDICE INTRODUÇÃO Energia Elétrica - consumo sustentável. Formas simples para economizar energia elétrica. Estudo do consumo de energia elétrica por um chuveiro elétrico Explicações gerais do projeto experimental do Aquecedor Solar de água feito com tubos de PVC próprios para água potável. Aprendendo a dimensionar um Aquecedor Solar feito com tubos de PVC. MONTAGEM do(s) COLETOR(es) MONTAGEM do COLETOR feito com TUBOS de PVC Obs.: as medidas podem ser alt

Como Assentar um Piso Drenante?

O piso drenante não é apenas um piso pré moldado em placas de concreto drenante, é na verdade um sistema que engloba os materiais de assentamento formando uma escala granulométrica que drena as águas pluviais para o solo. As placas de piso não podem ser assentadas diretamente sobre a terra, pois a mesma irá entupir os vazios da placa de concreto evitando o correto funcionamento. A placa drenante deve ser assentada em um colchão drenante da seguinte forma de acordo com o manual técnico da Segato Pisos do Brasil: -Espalhar sobre o solo compactado uma camada de brita de aproximadamente 12cm de espessura. -Sobre a camada de brita, espalhar uma camada de Areia de aproximadamente 7cm de espessura. -Fazer colocação das placas usando uma linha de nylon para orientar no alinhamento e nivelamento. -A colocação tem que ser feita de forma que as peças fiquem travadas. Seguindo essas regras, teremos um piso ecologicamente correto podendo participar dos projetos com princípios