Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

18 de ago de 2017

Fechando o Ciclo na Construção


Um edifício, além de ser uma estrutura física composta por elementos distintos, também é uma espécie de “máquina viva”, onde as pessoas desenvolvem suas atividades diárias, os eletrodomésticos consomem energia e a temperatura deve se regular.

Os impactos que eles produzem sobre o meio ambiente são muito variados, e os problemas existentes causados pelos processos relacionados a construção são inúmeros, como o aquecimento global, a redução da camada de ozônio, a perda dos habitats naturais e da biodiversidade, a erosão dos solos e a liberação de contaminantes tóxicos.

Os fatores que influenciam em um edifício, durante as fases de sua vida útil, se estabelecem durante os processos de projeto e construção. Por tanto, as decisões tomadas nesses momentos determinam o consumo de recursos e energia durante as etapas futuras. Logo, os aspectos que devem ser levados em conta se agrupam em cinco categoriais principias, sendo elas o controle de consumo de energia, o consumo de materiais, o consumo de água, a gestão de residuos e o controle de ruídos.

Uma abordagem útil seria projetar o futuro edifício como uma nova entidade, viva e saudável, criando uma parte integrante do local, de modo que os sistemas sejam um ciclo fechado e sustentável.
Fonte: Ecoeficientes