Translate

Google Translate
Arabic Korean Japanese Chinese Simplified Russian Portuguese
English French German Spain Italian Dutch

Quem sou eu

Minha foto

Pesquisadora nas áreas de sustentabilidade e saúde da habitação. Tem como objetivo projetar e prestar consultoria a clientes com interesse na busca pelo Viver Saudável, uma interação equilibrada entre meio ambiente, pessoas  e o Lar em que habitam.

Fale Conosco

- Deixe seu comentário ou envie um e-mail: celinalago@hotmail.com
- Se desejar receber as novidades do site seja um seguidor que o envio é automático.
- A sua participação é muito importante. Só assim, unidos conseguiremos reverter o processo de destruição planetária pelo qual estamos passando e encontrar um equilíbrio saudável.

Muita Luz e Amor,

Celina Lago

16 de ago de 2012

Empresa fabrica cadeiras com plásticos do lixão do Oceano Pacífico



O objeto é feito com o plástico da “ilha de lixo”, localizada no Oceano Pacífico.
 
O acúmulo de lixo nos oceanos suja as praias e prejudica a vida marinha causando doenças e mortes dos animais. Uma alternativa para reduzir esses resíduos foi criada pelo Studio Swine.

A empresa inglesa, em parceria com o designer Kieren Jones, criou a “Sea Chair” (cadeira-mar). O objeto é feito com o plástico da “ilha de lixo”, localizada no Oceano Pacífico. A região é uma espécie de lixão no meio do oceano, que aumentou cem vezes de tamanho nos últimos quarentas anos, de acordo com um estudo publicado no periódico Biology Letters, da Royal Society.

Para fazer a cadeira é utilizada uma máquina que separa os pequenos resíduos plásticos capazes de serem reciclados. Estes resíduos são então são levados para outra etapa que alia compressão e calor para moldar o material até dar forma ao banco.

A cadeira é produzida apenas com plástico recuperado com a ajuda da máquina. O projeto é tão interessante que aparece na Feira de Design de Milão, um dos eventos mais renomados na área de design.

Os plásticos no mar comprometem, principalmente, a vida de pássaros, peixes, tartarugas, baleias entre outros animais. Uma pesquisa divulgada no ano passado afirmou que os peixes que vivem nas zonas intermediárias do Oceano Pacífico ingerem de 12 a 24 mil toneladas de plástico por ano.

Segundo o Studio Swine, a ONU estima que nos oceanos do mundo há cerca de cem milhões de toneladas de plástico. O número deve aumentar à medida que o consumo da nossa sociedade é mais estimulado. 

Fonte: CicloVivo